publicidade

cogumelos-alucionogenos-riscos-para-a-saude

 

Pouco ainda se conhece sobre o reino FUNGI e seus integrantes, dentre eles os fungos são quem mais se destacam.

Existem mais de 100.000 espécies conhecidas, possuindo os mais variados tipos, como cogumelos, mofos e bolores.

Os cogumelos pertencem aos filos dos ascomicetos e dos basidiomicetos, atuam como decompositores de matéria orgânica e possuem aplicações diversas no ramo gastronômico, comercial, religiosa, ritualística e medicinal.

Existem cogumelos comestíveis como é o caso do champignon, o shitake e cogumelo do sol.

Na mesma medida que existem cogumelos tóxicos como a amanita muscaria e outros que são usados para síntese de substâncias medicinais como a penicilina e ergotamina.

Desses tantos tipos nos concentramos hoje nos cogumelos alucinógenos, que produzem efeitos alteradores de consciência quando ingeridos.

 

Cogumelos alucinógenos são frequentemente chamados de cogumelos psicodélicos por causa dos efeitos de fortes alucinações ou mesmo de cogumelos mágicos.

Esses cogumelos em várias religiões são usados como forma de facilitar a comunicação com a ideia de divino, por supostamente abrir a mente para a comunicação espiritual.

Esses efeitos ocorrem principalmente por conta da presença da psilocibina e de outros princípios ativos, atuando em partes do sistema nervoso relacionadas aos sonhos.

A experiência é tão forte que quando acontece de maneira positiva é considerada de maneira mística, mas quando gera a famosa “bad trip”, pode deixar traços permanentes como surtos, ataques de pânico, medo intenso e ansiedade.

O que tem crescido é o uso desses cogumelos de forma recreativa, sem saber das consequências que podem se ocasionar, o público principal dessa prática são os jovens adultos.

 

Os cogumelos alucinógenos possuem princípios ativos que causam em sua maior parte efeitos psicodislépticos, que perturbam o funcionamento natural do sistema nervoso central.

Exemplos dessas substâncias são a psilocibina, a muscarina, o ácido ibotênico, a psilocina.

Agindo no sistema nervoso central, impedindo efeitos de outros hormônios como serotonina e dopamina funcionem da forma correta, assim as substâncias psicodislépticas assumem esse lugar.

Normalmente os efeitos se iniciam após 20 minutos da ingestão e podem durar por horas.

Os efeitos gerados por essas substâncias é muito semelhante ao LSD, porém em menor intensidade, mas ainda assim gerando efeitos negativos além da alucinação.

Efeitos como alterações cardiorrespiratórias, náuseas, dor no corpo (principalmente no abdômen), euforia, aumento nos batimentos cardíacos, vômitos e alterações visuais, essa última podendo ocorrer em virtude do efeito entorpecente ou pela alteração do ritmo cardíaco.

 

uso do cogumelo alucinógeno ainda é muito discutido, mas se usado de forma apenas recreativa, buscando o efeito alucinógeno por meio colateral pode sim fazer mal e gerar efeitos adversos na saúde.

Os efeitos podem variar de acordo com a quantia usada, com as substâncias ingeridas e com o estado psicológico da pessoa no momento, principalmente se a pessoa é portadora de algum transtorno psiquiátrico.

A ingestão dos cogumelos pode gerar intoxicação, a continuação do uso deles pode resultar em alterações do comportamento, podendo apresentar violência e se colocar em riscos desnecessários.

Como mencionado no início deste tópico, o uso desses cogumelos pode agravar o estado dos transtornos já presentes na pessoa, assim como ajudar a desenvolver novos, independentemente se já possui transtornos ou não.

Pode desencadear problemas cardiorrespiratórios, em virtude das alterações cardíacas, assim como gerar complicações e até a morte naqueles que já possuem problemas de saúde relacionados ao coração e circulação.

No Brasil, as substâncias como psilocibina e psilocina, além de outras substâncias alucinógenas encontradas nos cogumelos são consideradas ilegais com relação à venda, posse e cultivo a fim de venda.

Porém os cogumelos naturais não são proibidos de serem vendidos, dada a imensa quantidade de cogumelos com essas substâncias e de seus usos religiosos muitas vezes.

Assim, apenas as substâncias isoladas são consideradas como ilegais, ainda que o os cogumelos fazem mal e sejam extremamente perigosos para a saúde.

 

Sites recomendados:

 

https://lojacubensis.com/

Cogumelos Mágicos a venda no Brasil | Psilocybe Cubensis

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Reproduzir vídeo
× Como posso te ajudar?